terça-feira, 12 de agosto de 2008

Prefeitura discute demissão de 40% dos Terceirizados

Os secretários municipais de Campos estiveram reunidos agora pela manha, na sede da Prefeitura, discutindo a lista de 40% dos terceirizados que terão que ser demitidos até segunda-feira, dia 18, conforme determina á juíza Aline Tinoco Boechat, visando cumprir o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).
Essa decisão volta a deixar os prestadores de serviços apreensivos e inseguros, pois ninguém sabe quem será demitido. A justiça determinou ainda que os 60% restante terão que ser demitidos até dezembro.

5 comentários:

dgbook disse...

torres:

Acho muito importante a explicação do "porque" da demissão dos 40%.
Muitas pessoas não sabem devidamente.
Essa informação é fundamental quando essa notícia estiver sendo colocada.
necessário que exista um início, meio e fim, caso contrário parece que os maus são os bons e vice-verso.
Gostariamos de saber o "porque" de 40% e os 60% depois !!!


Abraço para JÔ !

P.S.Não seria interessante para o blog que existisse a opção anonimo ?!

Jô Siqueira disse...

A demissão dos terceirizados , deveria ocorrer não só em Campos, mas em todo o país, considerando que muits dessas pessoas conseguem emprego, por indicação política. A contratação deveria ocorrer através de concurso público. Quanto a demissão de 40% agora( ou seja que deveria ocorrer no dia 30 de maio) por determinação da Justiça Federal, foi um acordo feito entre a Prefeitura e a Justiça, para não prejudicar aind amais a população, que depende do serviço público. E os outros 60% em dezembro quando termina o prazo dado pela jsutiça. A mim jornalista, resta apenas expressar minha opinião.

Quelzinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Quelzinha disse...

Olá , gostaria de saber se essa demissão dos 40% contribui para uma nova convocação dos aprovados no último concurso da educação?
um abraço...

Jô Siqueira disse...

Infelizmente, não posso responder. Mas o objetivo de retirar os terceirizados, deveria ser para que o poder público realizasse concurso para todas as áreas de forma correta, onde todos tivessem a mesma chance. Quanto a convocaçãod a educação, achoq ue não tem nada haver, já que o setor de educação passou recentemente por concurso